segunda-feira, maio 27, 2013

Um poema de Francisco José Viegas























     As crianças adoecem no Inverno,
     tossem de noite,
     morres por elas nesses momentos
     em que precisam de ti.

     Vigias o seu sono,
     entregas o teu, despertas com facilidade,
     olhas uma a uma as horas que passam
     como se todas as crianças nascessem no Inverno.


Francisco José Viegas
O Puro e o Impuro, 2003
 
 
 

1 comentário:

hfm disse...

Gostei.