segunda-feira, maio 21, 2007

A música, a voz, o corpo em cena, as memórias

      Damen und Herren
            Ladies and Gentlemen
                  Mes Dammes et Monsieurs:


Ute Lemper


(Clique para ampliar)

Na mais irrepreensível linha das canções de cabaret, a 29ª edição do Festival Internacional de Música do Algarve trouxe ao Teatro das Figuras, em Faro, a sua mais fabulosa intérprete.

Foi um dos mais vibrantes e impressionantes espectáculos a que assisti em toda a minha vida.

Ute Lemper encheu a cena, num espectáculo de música, canto, dança e teatro, em interpretações riquíssimas de Jacques Brel, Jacques Prévert, Edith Piaf, Léo Ferré, Kurt Weil, Marlene Dietrich, Van Morrison e The Doors, numa variedade a que ela confere um intimismo, uma expressividade, uma sensualidade, um jogo de emoções e cumplicidades como só é possível a uma artista total, que se apodera do drama e do desespero de gente só, marginal, que procura na decadência das tabernas, dos cabarets, dos prostíbulos, a parcela de prazer que a vida lhes nega, nessa imagem dos marinheiros do Port d'Amsterdam.

Não resisto a deixar-vos um registo de Ute Lemper numa interpretação muito pessoal de Milord, a canção que a voz de Piaf nos deu a conhecer.


Capa do álbum, Blood and Feathers


2 comentários:

gato xara disse...

Não tive oportunidade de a ver (além de que os bilhetes em Faro eram inacreditavelmente caros para a minha bolsa), mas só ouço dizer desta mulher aquilo que sentiste. Eu próprio com as tuas palavras senti um pouco como deveria ter sido... Que bom existirem estes momentos nas nossas vidas. Obrigado pela partilha. Viva a música!

António Baeta disse...

Um abraço, meu caro.