segunda-feira, outubro 20, 2008

Semana de Marraquexe em Silves

Findou a Semana de Marraquexe em Silves.

É importante dar a conhecer que as duas cidades têm um protocolo de geminação; e afirmo essa importância porque esta semana de iniciativas poderia ter sido com outra cidade qualquer, mas não, foi com uma cidade geminada.

Tive a oportunidade de assistir e participar em algumas das iniciativas propostas, por minha livre vontade e gosto pessoal.

O que me pareceu foi que esta iniciativa passou à margem da cidade e dos seus cidadãos, o que não me espantou, visto que não conheço nenhuma actividade associativa a envolver os seus sócios e a suportar uma manifestação desta natureza.

O habitual nestas geminações é o intercâmbio das associações, afinal a expressão viva do que fazem os cidadãos. Mas esta geminação parece-se um pouco com a fotografia....

Semana de Marraquexe em Silves, Outubro 2008, © António Baeta Oliveira... coisinhas bonitinhas, "para o inglês ver", com o fundo desfocado, como uma tal "Associação Al Moutamid" (de transliteração francesa), que não se sabe exactamente de que se trata - e que o grande público confunde com o CELAS (Centro de Estudos Luso-Árabes de Silves) -, onde não se conhece pessoas de Silves, a não ser alguns dos indefectíveis "fidalgos da corte" da Sra. Presidente. Bastaria olhar a comitiva dos passantes para nela identificar várias figuras públicas da região, mas não os cidadãos comuns de Silves ou de Marraquexe nem, minimamente, os dirigentes associativos locais.

Que venham mais semanas de Marraquexe em Silves e de Silves em Marraquexe, mas que se cumpram os objectivos do protocolo de geminação, ou não passarão de uma mero intercâmbio de responsáveis políticos ou de uma excursão de fim-de-semana com os amigos, à custa das duas comunidades.

1 comentário:

gabriela rocha martins disse...

mas se vierem ,por favor ,pensem primeiro no que tencionam fazer ... porque a Mostra foi paupérrima para não adjectivar de outro modo.

chega de terceiro mundismo!


.
um beijo