sábado, outubro 17, 2009

Uma palavra te procura


António Ramos Rosa cumpre hoje 85 anos de vida.

  • UMA PALAVRA TE PROCURA

    Uma palavra te procura
    ao nível desta existência suave
    dura
    uma palavra não para ostentação mas para seguir na estrada
    no seu ágil correr de fogo
    para te abrir o dia
    para te fazer mais pequeno do que o buraco
    para te dar um breve crepitar
    de um insecto
    a fuga precipitada ou o vagaroso pêlo
    o imperceptível movimento
    da água na vereda
    a existência ínfima
    de qualquer animal
    ou folha
    uma partícula de poeira
    ou sulco
    um estalido
    uma palavra como uma chama um pouco mais clara do que o dia
    só levemente mais clara do que a tua mão
    e escura ou parda como a estrada

António Ramos Rosa
Antologia Pessoal da Poesia Portuguesa,
de Eugénio de Andrade
Campo das Letras, Porto 2001

3 comentários:

Dodô disse...

Senhor Antonio Baeta, encontrei seu blog por acaso há pouco mais de um ano e sou um grande admirador da suavidade e sensibilidade como as palavras são postas e/ou escolhidas aqui no seu blog. Tomei o "direito" de colocar seu blog entre os links frequentáveis do meu blog também. Espero que não haja problema nisso. Sem mais, saudações de um amigo virtual que vive do outro lado do Atlântico, na cidade de Recife.

António Baeta disse...

Tudo bem, Dodô!
Com muito prazer.

maria disse...

Comecei o dia a passear por aqui, hoje, dia em que Chove em Lisboa
Foi um passeio que me tirou a chuva da janela, sem beliscar a melancolia ...

e uma vontade de sol...

Bj
P.S (e até entendo o Dodô, no que toca à suavidade do teu Blog ...):-)