segunda-feira, dezembro 19, 2005

Deve ser árabe, sim

  • Deve ser árabe, sim

    O coração deve ter passeado
    aqui, no mesmo espaço
    ou outro tempo tão igualmente
    azul: as arcadas de sol
    e pedra branca e uma fonte
    final

    contra um fundo de renda
    toda branca, a chaminé
    sem fumo. Mas lume pelo mar
    de laranjeiras
    e um perfume de flor
    de bandolim

(E a conclusão: que sim,
deve ser isso
que o título entrelaça
com o fim)

Ana Luísa Amaral
E Muitos os Caminhos
Poetas de Letras, Porto 1995
ALGARVE todo o mar
(Colectânea)
Dom Quixote, Lisboa 2005

5 comentários:

RS disse...

Que pena o desbaratar da nossa herança no meio de tanto betão... Ainda haverá tempo?

Torquato da Luz disse...

Belo poema, este de Ana Luísa Amaral, de quem sou admirador.

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

:)
Um Santo e feliz Natal para ti e para os teus.
Bjx

hfm disse...

Belo.

Cerejinha disse...

Um dos melhores presentes no meu sapatinho: esta compilação de poesia :-)