quarta-feira, janeiro 20, 2010

A indiferença da Natureza


Armação de Pêra, Dezembro 2009
Há uma violência que é desencadeada pela escassez de recursos, na luta pela sobrevivência:
            - em cima, na foto, no cenário magnífico de um ocaso sobre o mar, entre gaivotas vorazes na captura do alimento;
            - no Haiti, desde há uma semana, entre homens que reagem como animais no despertar dos instintos mais primários.

A Natureza é indiferente ao fenómeno, mas geradora dos cenários mais belos ou do horror mais indescritível.

2 comentários:

a. pedro correia disse...

Caro António Baeta:
Por achar que se justificava, fiz referência ao seu blogue num comentário a um post sobre poesia luso-árabe, que encontrará aqui: http://www.aventar.eu/2010/01/24/poesia-luso-arabe/

a. pedro correia disse...

Caro António Baeta:
Por achar que se justificava, fiz referência ao seu blogue num comentário a um post sobre poesia luso-árabe, que encontrará aqui: http://www.aventar.eu/2010/01/24/poesia-luso-arabe/