terça-feira, janeiro 12, 2010

Na maré vazia


Cais sobre o Arade, em Silves, Janeiro de 2010



No início do século passado estas escadarias serviam a circulação de riquezas e ideias.


Hoje, apesar de um cais sem amarras, ficamo-nos na contemplação dos barcos que perderam o sentido do mar, numa maré vazia de projectos e vontades.

3 comentários:

hfm disse...

Da ironia triste!

fernanda s.m. disse...

Nasce uma imagem de nostalgia de outra imagem. Do tempo...belo.

maria disse...

poesia ...