sexta-feira, fevereiro 13, 2004

Ibn Badrun, de Silves

Ibn Badrun é natural de Silves e embora se desconheçam as datas do seu nascimento e da sua morte, sabe-se que era vivo em 1211 e que nesta cidade se dedicou a estudos filológicos e literários, coisa que hoje não poderia fazer, quase oitocentos anos depois.

Neste seu poema fala-nos de...

  • O AMOR

    o amor é feito de prazer:
    então vive de beijos e abraços.
    depois chega a hora de sofrer:
    palavras amargas seguem nossos passos
    e nos apartamos, como quem vai morrer.
    Mas ah!, se no amor não mais acreditasse
    melhor fora que minha vida se acabasse!


ALVES, Adalberto
O meu coração é árabe
Assírio & Alvim, Lisboa 1998

2 comentários:

Sara Xavier disse...

Continuo ávida e atenta a estes poemas que me enchem o dia. Obrigada.

jcb disse...

"...coisa que hoje não poderia fazer". Pois é: chama-se a isto 'evolução civilizacional'...