terça-feira, janeiro 17, 2006

Património natural

Oliveira milenar, propriedade de Manuel Ramos - Silves

O Saco dos Desabafos, de Manuel Ramos, revelava ontem a foto de uma soberba oliveira, milenar, mais velha do que o nosso velho Portugal e até eventualmente anterior à presença muçulmana.

Comentava eu aqui, outro dia, a propósito da Lenda das Amendoeiras e remetia para uma entrada anterior onde, além de lamentar o seu quase desaparecimento, apelava ao plantio de algumas amendoeiras na encosta norte da alcáçova do castelo de Silves, património que são desta cidade, por via dessa lenda, tão comummente atribuída a esta minha terra.

Aqui está hoje este exemplar de oliveira, que ainda se mantém de pé, resistindo ao tempo e impondo-se à curta e ingrata memória dos homens.
Felizmente tem merecido dos seus proprietários, ao longo dos anos, o carinho que se reflecte no orgulho com que Manuel Ramos se refere à sua OLIVEIRA.
Bem hajas, meu amigo!

6 comentários:

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

passei por aki para ver as novidades e deixar votos de uma boa semana.
Bjx

hfm disse...

E se nos detivermos no tronco parece que nos conta histórias milenares.

RS disse...

Totoro iria gostar! :)

manuel castelo ramos disse...

Só hoje li o teu post.
Agradeço eu a honra que me deste; agradece a "minha" oliveirinha, por procuração.
Mesmo sendo tão velhinha, só ainda fala com o coração!

Anónimo disse...

Abraçar uma árvore é das experiências mais bonitas que se pode travar com um ser vivo...
Abençoadas as árvores que são amadas, que nos amam também!
Teríamos todos um Algarve mais bonito, mais verdadeiro, se víssemos mais jardins de amendoeiras...
Abraços do Moço Xara, na sua primeira missiva por aqui...

Joao Soares disse...

Ola,
Conheço muito bem essa árvore.Vi-a este Verão.
Por um Algarve mais natural...é BEM URGENTE!!!
Um abraço do Norte
Joao
BioTerra
(http://bioterra.blogspot.com)