quinta-feira, janeiro 05, 2006

Uma das muitas Lendas das Amendoeiras

O Diário de Notícias de ontem, a propósito de um passeio pela zona histórica de Lisboa, comentado pelo historiador Miguel Aguiar, sob a designação de O sexo (a política) e a cidade, publicou um artigo de Ana Pago, no qual, a determinada altura, se refere a Silves e à Lenda das Amendoeiras.

Transcrevo esse trecho e deixo-vos o link de acesso ao texto original.

  • (...)
    E acaba a falar de Silves e da lenda das amendoeiras em flor.
    "Tudo aconteceu quando o Algarve era reinado por Ibne Almundim, poderoso entre os poderosos reis mouros." Mas não imune à paixão. "Um dia, num grupo de prisioneiros de batalha, ele viu-a pela primeira vez Gilda, a princesa loura de olhos azuis, a Bela do Norte que desposou e libertou." E, todavia, ela definhava um pouco mais todos os dias, com saudades da neve que deixara para trás. "Ibne Almundim percebeu que acabaria por perder Gilda e plantou no reino centenas de amendoeiras, que, na Primavera, rebentavam em flores brancas que substituíam a neve das terras nórdicas", conta o historiador. "E viveram felizes para sempre."
    (...)


P.S.
Não posso deixar de me referir a um outro post que há algum tempo aqui deixei sobre a Lenda das Amendoeiras. (basta clicar)

4 comentários:

Idanhense disse...

Delicioso

musalia disse...

só conheço esta...

António Baeta disse...

Musália
O tema base, a neve e a flor da amendoeira é sempre o mesmo, agora os protagonistas, os locais, as histórias em torno da história, essa mudam imenso.
Porventura clicaste no link do P.S.? Terias outro protagonista. Ora experimenta!

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Bom fim de semana.
Bjx