quinta-feira, abril 26, 2007

Fragmentos de Babel

Sabem quem irá estar no próximo Sábado (28), pelas 15h30, na Biblioteca Municipal da sua terra natal, Loulé, para a apresentação do seu último trabalho - Fragmentos de Babel?





  • Quando me aproximo do mar
    tudo me parece aceitável.
    As ondas são folhas que vão
    a caminho da perfeição.
    Perfeito é pois quem do tempo
    tem a longa paciência -
    também a tenho quando escuto
    a nervura mágica de tudo,
    um tudo feito de sombras
    que amaciam a pedra luminosa
    que todas as coisas são.
    Saltando de estação para estação
    como se o caminho se fizesse,
    sereno, entre o mar e o céu.
    As ondas que vejo cair
    também as sinto nas areias de mim
    como se tudo, na barca deste mundo,
    fosse mar e luz.
    Por isso a minha vida é intensa
    e velha como a paciência
    que não cessa de se renovar
    no sangue da pedra, e das aves.

Casimiro de Brito
ALGARVE todo o mar
(Colectânea)
Dom Quixote, Lisboa 2005

4 comentários:

HFR disse...

Olá António. Sugeri que o Zé Carlos Barros apresentasse o livro do Casimiro de Brito. Encontramo-nos lá. Abraço do Helder.

hfm disse...

E como eu gosto dele!

António Baeta disse...

Lá estarei para vos dar um abraço.

António Baeta disse...

Helena
Hoje tens a desvantagem de não viver no Algarve. Eu sinto isso muitas vezes em relação ao Porto e a Lisboa. :)
Abraço.