segunda-feira, junho 19, 2006

Jacarandás em Silves

Jacarandás de Silves, © António Baeta Oliveira
Jacarandás de Silves, © António Baeta Oliveira
Jacarandás de Silves, © António Baeta Oliveira
Jacarandás de Silves, © António Baeta Oliveira
Jacarandás de Silves, © António Baeta Oliveira

10 comentários:

Torquato da Luz disse...

Em Lisboa, as flores de jacarandá já se despedem... Em Silves, pelos vistos, ainda não.
Um abraço, Toy.

António Baeta disse...

Também já se despedem, sim.
As fotos é que não são assim tão actuais.
Outro abraço.

sol13 disse...

Lindas essas fotos...
Bjokas

António Baeta disse...

Faz tempo que queria saudar a chegada do teu bébé, mas não consigo usar os teus comentários e não sei o teu email; aproveito aqui a oportunidade.
Beijo.

fernanda s.m. disse...

Jacarandás lindos por toda a parte, e todos a fotografá-los... Aqui, nem jacarandás, e, agora, nem máquina... "Não hei barqueiro nem remador ..."

Lindas fotos.

António Baeta disse...

Sem jacarandás para que queria a máquina, Fernanda? ;)

sol13 disse...

Obrigado antónio.

Bjokas

fernanda s.m. disse...

« Sem jacarandás para que queria a máquina, Fernanda? ;) »


Oh! António! máquina vou comprar já e começar a usar ... Mas sem jacarandás para fotografar... -:)

Um abraço ...
fsm

bettips disse...

Eu passo aqui: pelos mouros-poetas, pela côr vermelha da terra, pelo Castelo encantado, pelo cheiro a amêndoa que vos anuncia, por esse rio Arade tão lindo ... e já agora, pelas belas fotos dos jacarandás! Que bom este Algarve alternativo!

António Baeta disse...

Só hoje dei por si. Fui visitá-la.
Senti-me em casa.