segunda-feira, novembro 27, 2006

Parabéns, Torquato!

Torquato da Luz cumpriu ontem mais um aniversário. Venho presenteá-lo com o seu próprio trabalho criativo.

© Torquato da Luz
Acrílico sobre tela (pormenor)

  • Dúvida

    A dúvida é a única certeza:
    nada é seguro, tudo é vago e incerto.
    Nem sempre a natureza
    favorece o clima
    que gera oásis no deserto.
    Gostava de crer acima
    de qualquer hesitação
    ou egoísmo,
    mas não me é possível, não,
    esconder o cepticismo.

    Só não vacila quem crê
    apenas no que vê.

Torquato da Luz
Ofício Diário

7 comentários:

Torquato da Luz disse...

Oh, Toy!
A tua amizade não tem limites.
Um forte abraço.

António Baeta disse...

Torquato
Diz-se que é a própria amizade que assim procede; então esse excesso não é culpa minha.

Anónimo disse...

Abri, vi, li, e gostei! Mas um quadro (as suas tinturas, nas próprias palavras) e um poema fizeram-me lembrar Cesariny, ontem falecido. Não quer falar dele?... ou não o aprecia?

António Baeta disse...

Cesariny, pintura e poesia, como Torquato. Aprecio, bastante, e conto falar dele, ainda hoje.
Obrigado!

Anónimo disse...

Obrigado, também!

fernanda s.m. disse...

Parabéns ao Amigo que homenageia o Amigo. Parabéns ao poeta e ao pintor.

Bonecas da Filó disse...

Adorei a sua tela, está linda...

Parabens!