sexta-feira, dezembro 19, 2003

A preguiça tomou conta de mim

Estou rendido à moleza. Deu-me para desfolhar uma velha edição da História Luso-Árabe (1945), de Garcia Domingues, um grande arabista desta minha terra, quando se me deparou este pequeno excerto de um poema de João Lúcio, de Olhão:

  • Oh meu ardente Algarve, impressionista e mole
    Meu lindo preguiçoso, adormecido ao Sol
    Meu louco sonhador a respirar quimeras
    Ouvindo no azul o canto das esferas (...)

Afinal, não sou só eu; é o meu Algarve, comigo.

NOTA: Voltei ao Blogger para divulgar o prémio do melhor design dos British Blog Awards, chamando a vossa atenção para uma animação muito bem conseguida, tendo por base a personalidade de Johnny Cash, em Desperado.

1 comentário:

Torquato da Luz disse...

Imperdível, o tributo a Johnny Cash. Obrigado!
PS - O belo poema de João Lúcio figurava num azulejo, no jardinzinho de Armação de Pêra, perto do antigo casino. Não sei se ainda lá está.
O abraço de sempre.