quarta-feira, dezembro 31, 2003

A (de) António Ramos Rosa


  • Porque queremos sempre ir além sabendo que
    não podemos ultrapassar os limites do tempo e do espaço
    nem podemos encontrar o transcendente apoio
    a que a nossa ânsia aspira sempre em vão?
    (...)


António Ramos Rosa
As Palavras
Campo das Letras, Porto 2001

4 comentários:

RS disse...

Porque nos recusamos a morrer deitados.
(um 2004 em grande para ti, meu amigo):-)

Anónimo disse...

Nice site. Check mine out if you can. get cash

Clickbank Mall disse...

Come Visit Santa at his blog and tell him what you want for Christmas,

Skullclamp disse...

pode me dizer on arajantes a entrevista?