quarta-feira, abril 06, 2005

Passe a Pobreza a História

Não sei se a fitinha branca no canto superior esquerdo do blog, de tão discreta, conseguiu despertar o interesse de quem por aqui aparece.

MAKEPOVERTYHISTORY, neste ano de 2005, em que o governo britânico acolhe a cimeira do G8 e assume a presidência da União Europeia, é uma oportunidade muito plausível para pressionar, com sucesso, os grandes líderes mundiais a acabar com a pobreza global.

Visite o site da MAKEPOVERTYHISTORY e apoie este movimento, bem como a ACT!ONAID, enviando emails e postais a Tony Blair ou George Bush, divulgando a iniciativa com a aposição da fitinha branca no seu site ou blog e adquirindo para seu uso pessoal uma fitinha branca, não virtual, usando-a no seu próprio pulso, chamando a atenção dos seus amigos e dos que consigo convivem no dia-a-dia.

Eu procedo dessa forma, lutando pelo cancelamento da dívida internacional dos países em vias de desenvolvimento e por mais justiça nas trocas comerciais.

HELP US
MAKEPOVERTYHISTORY


4 comentários:

francisco disse...

Ora, aí está, António, uma causa por que vale a pena lutar. Felicito-o pela iniciativa, que tenha bom sucesso junto dos "grandes" do mundo G8 e, por aqui me fico. Adquiri, com o tempo, uma fria pele de mármore que me me insensibiliza a mente e me impede de acreditar que é possível esse seu "MAKEPOVERTYHISTERY, por meio do cancelamento da dívida. Tantos perdões de dívida até hoje decididos! Para além do Jaguar para o presidente e do Mercedes para a esposa, que lucrou o povo com tais perdões? Será que o perdão da dívida ou o dar comida, a fundo perdido, aos povos famintos, o encaminhar os excedentes de produção alimentar, a título de dávida, para os países da fome endémica, livraram/livram esses povos da pobreza POVERTY? Não será a pobreza, sobrtudo, um problema cultural de várias componentes, atávicas,educacionais, civilizacionais, saúde pública,etc? Pobreza causa do subdesenvolvimento ou pobreza efeito desse subdesenvolvimento? Resultado das políticas dos países predadores das matérias-primas ou falta de uma política concertada de defesa das fontes de riqueza dos pobres países, por isso, cada vez mais pobres? Cumprimentos. fcr.

António Baeta disse...

É disso mesmo que falo, Francisco, apesar da "fria pele de mármore que vou adquirindo".
Nem preciso de acreditar. Compete-me chamar atenção. Participar. Estar com os outros que ainda acreditam que é possível melhorar o mundo, mesmo que se não "Passe a Pobreza a História".
Chamar a atenção para o problema; eis a questão.

Asulado disse...

O Francisco tocou numa questão interessante, que penso ter sido bem comentada pelo António.
Queria ainda alertar para outra questão: o texto sugerido para enviar a Tony Blair não perdia nada se fosse mais cuidado. Pode parecer um preciosismo, mas os tempos de militância mais empenhada na Amnistia Internacional ensinaram-me a importância na redacção dessas missivas, que pode significar a diferença entre uma leitura mais atenta e o imediato envio para o caixote de lixo.
Não é com animosidades que se resolvem problemas.

Manuel Ramos disse...

Passando ao lado das vossas polémicas, em que todos acabam por ter alguma razão,nada como divulgar aqui mais um endereço onde todos nós (e empresas multinacionais cada vez mais, pois não é que até dá boa imagem!), os ricos e privilegiados deste mundo, podem aliviar o seu sentimento de culpa e (fazer) "catarse"´com um simples clique do rato.
Aqui vai:
www.aquaplastics.org