terça-feira, março 21, 2006

Dia da Árvore

© João Cunha

O abate que a foto documenta incide sobre árvores de grande porte que resistiram aos fogos na Serra de Monchique.

É um pequeno vídeo sobre esse fogo e a tristeza do que resta depois de tão grande calamidade que aqui divulgo hoje - Terra Queimada - (basta clicar), com um abraço ao João, seu autor.

As árvores que ainda restam junto à estrada, ou já se confrontaram com o seu destino, como na fotografia acima, ou estão marcadas para morrer, como se ilustra aqui (clique, por favor).

Esta tem sido uma causa da Manuela e do João, no seu blog e junto das autoridades, das associações ambientais e dos partidos políticos, sem consequência.
Só nos blogs teve algum eco, nomeadamente em Dias com Árvores, onde Manuela Ramos mostra a fotografia de um Quercus canariensis, classificado em 1993, que se encontra na E.N. 267 - a referida "estrada do Alferce"- ao Km. 32,820, dando exemplo de um procedimento correcto.

Você, que nos lê, poderá ter alguma influência no desenlace deste episódio.
Proteste junto da Câmara de Monchique (Clique para o envio de um email)

P.S.
Segue o texto do meu email, que pode ser usado por quem quiser:
Sr. Presidente,
Escrevo para lhe dar conhecimento da minha preocupação sobre o destino de algumas árvores de grande porte que estão marcadas para abate nas estradas que conduzem à Fóia e ao Alferce.
Hoje é DIA da ÁRVORE, lembre-se delas quando discursar junto das crianças das escolas.
Cumprimentos
António Baeta Oliveira

6 comentários:

Rosmaninho disse...

Quando será que acaba esta "moda" do abate de árvores?
Também enviei o meu protesto.
Um beijo

António Baeta disse...

Obrigado pelo teu contributo.

JC disse...

Obrigado pela tua divulgação.
Um abraço.

António Baeta disse...

Outro abraço para ti e para a Manuela.

Duarte disse...

Não obstante a distância que me separa daí, manifesto a minha total solidariedade em relação à protecção das árvores ornamentais. Um dia escrevi um artigo que se chamou "manifesto pelos plátanos". Publicado em 14 de Abril 2005. http://desfiladeiro.blogspot.com/2005_04_01_desfiladeiro_archive.html
Um abraço

António Baeta disse...

Obrigado pelo testemunho.
Um abraço.