quinta-feira, abril 06, 2006

Em busca do al-Ândalus

Janela sobre os telhados, Xauen, Marrocos, Agosto 2004, © António Baeta Oliveira

Foi com a Fundação al-Idrisi que, no Verão de 2004, me desloquei a Xauen, em Marrocos, para um curso de introdução à língua e civilização árabes, de cuja viagem aqui deixei fotos e apontamentos que se devem ler, como num blog, do fundo da página para cima.

A minha curiosidade pelo al-Ândalus e os laços que me ligam à Fundação al-Idrisi, levar-me-ão de novo a um Encontro Internacional a decorrer em Umbrete - Sevilha, sob o título genérico de Alquerías y Pueblos del Aljarafe, sobre história, arqueologia, arquitectura e meio ambiente.

O Encontro está dividido em duas propostas distintas, mas sequenciais:
          - de 5 a 7 de Maio, sobre a história do vinho e das adegas, que inclui, numa homenagem ao poeta e último rei de Sevilha, al-Mu'tamid, uma visita guiada a Silves e um espectáculo de música e dança. Consulte o Programa .
          - de 8 a 10 de Maio, com a colaboração do Club UNESCO, de Sevilha, sob o título Arquitectura de paz en el Mediterraneo, com visitas guiadas a Sevilha e Córdova. Consulte o Programa.
Há descontos especiais para estudantes e créditos concedidos pela Universidade de Sevilha.

Se consegui despertar o vosso interesse e surgirem interessados, é possível obter informações mais detalhadas, dirigindo-se-me através do meu email, no cabeçalho do blog, ou mesmo aqui. Eu encaminhar-vos-ei nesse sentido.

5 comentários:

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Passei para te ler e deixar um beijo.
Bom fim de semana

hfm disse...

Desejo-te uma boa estadia e fico esperando retorno. Um pouco depois espero estar zarpando para... depois conto.

António Baeta disse...

Helena
Antes desta ainda vou a Londres.
Certamente que vou trazer registos de uma e outra viagens.
Fico à espera do teu retorno, também.

fernanda s.m. disse...

Fui ler « aqui » e demorei... O mistério do Al-Andaluz continua a fascinar-me e tudo o que a essa cultura está ligado. Assim, fico à espera dos registos para os saborear. Eu não vou zarpar ... tenho a âncora numa baía de espera.
Boa Páscoa, boas viagens e bons regressos.

António Baeta disse...

Obrigado, Fernanda, mas só vou partir lá para o fim do mês.