segunda-feira, março 12, 2007

Um poema com voz e música

  • O Pianista

    Senta-se imita
    o autor Os
    holofotes douram-no
    é a vítima
    dos expansivos círculos do som

    Em torno dele o som é como
    um laço
    Está sentado na margem do
    teclado detendo com os braços
    a força ameaçadora das águas

Gastão Cruz
Poemas de Gastão Cruz
ditos por Luis Miguel Cintra

Assírio & Alvim, Lisboa, 2005


De entre os meus favoritos: o poeta, o actor e agora o músico
Capa do álbum Places, de Brad Mehldau, que inclui a faixa abaixo

6 comentários:

hfm disse...

E bom le-lo aqui. Um abraço

António Baeta disse...

Em Florença, que inveja a minha!
Guarda-a no teu olhar.

ailéh disse...

Espectaculares as três escolhas..

António Baeta disse...

Ailéh
Obrigado, minha amiga.

Fatma disse...

E pronto!!! perdi-me (no bom sentido) em todos os três sentidos :):)

António Baeta disse...

Fátima
Faz tempo!
Se aqui voltares experimenta passar Brad Mehldau sobre a voz de Miguel Cintra.
Compreendo a tua "perdição". Também me perco, particularmente nas dissonâncias angustiantes do piano e da composição de Mehldau. É sublime.