sexta-feira, março 02, 2007

Ainda, o antigo Matadouro Municipal

Antigo Matadouro, batida com a câmara do telemóvel, Silves, Fevereiro 12007, © Antonio Baeta Oliveira


Que diriam as pessoas, se a Câmara Municipal de Silves tivesse designado o espaço, hoje restaurado, do Antigo Matadouro, como Casa da Cultura Cristã e Mediterrânica!?
Certamente que achariam isso descabido.
A Câmara com uma Casa da Cultura Cristã? Isso não seria antes uma coisa da Igreja? A que propósito uma designação religiosa para um edifício que é património municipal e gerido pela sua própria administração?

Pois. Pior ainda é chamar-lhe Casa da Cultura Islâmica, que é também uma designação religiosa.
É certo que este conceito não nos é tão próximo como o conceito de cultura cristã e por isso mesmo estranharíamos a designação de cultura cristã e não estranhámos, à primeira apreciação, a designação de cultura islâmica. Mas um muçulmano sentirá certamente que aquela designação é abusiva e eu já tive oportunidade de ouvir pronunciar essa opinião.

Não é que tenha algo a favor ou contra a religião cristã ou até a favor ou contra a religião islâmica, pois sou alheio a qualquer uma delas, mas aquela designação é incorrecta, eventualmente ofensiva, e deveria ser alterada.

Se a Câmara concordou com esta designação para esta Casa a que chama sua, deve saber do que fala; ou será que não sabe?
Cultura Árabe, ou Luso-Árabe, faria lembrar muito o CELAS (Centro de Estudos Luso-Árabes de Silves), não é?

Isabel Soares teve que justificar-se junto do Tribunal por ter aberto esta Casa em situação ilegal, sem o poder fazer. Esperemos que esta designação não se mantenha ali por muito tempo, já porque a Justiça ou a Comunidade Europeia poderão vir a pronunciar-se pela sua entrega ao CELAS ou até a queda de Isabel Soares, mais cedo do que o previsto, ou mais tarde em próximas eleições, possa vir a resolver a situação, já porque a Assembleia Municipal se revelou contrária, em devido tempo, e a oposição se vem manifestando nesse sentido.
Ou haverá quem venha a virar o bico ao prego?

5 comentários:

Torquato da Luz disse...

Nunca as mãos te doam, caro Toy. Chega-lhe, que bem merece.
Aquele abraço.

António Baeta disse...

Torquato
Silves está moribunda; nada acontece numa cidade que precisa, urgentemente, de mudar.
Não é só a Câmara, mas todo o tecido social.
Nada mexe, nem quer mexer, a não ser na política, mas aí é o cheiro a cadáver que atrai os necrófagos.

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Passei para te ler e deixar votos de um bom fim de semana.
Beijinhos

Manuel Ramos disse...

E em abono do comentário testemunho: duma pessoa muçulmana (islâmica, portanto) ouvi eu o primeiro comentário estranhando tal designação tão religiosamente conotada!

António Baeta disse...

Obrigado, Manuel
O teu testemunho credibiliza o meu.