terça-feira, maio 18, 2004

O meu corpo sabe mais do que eu

Ainda do "diário" de Casimiro de Brito, que já aqui usei variadíssimas vezes, retirei, com data de 18 de Maio de 2000:


  • " O meu corpo sabe mais do que eu. Quando penso para onde quero ir, vou para lugares errados. Mas quando me deixo levar pelo corpo, ele segue a brisa ou um veio de água, um cheiro, uma palavra, uma mulher. Assim devia ser. "



1 comentário:

fcristovaoricardo disse...

Certo, exacto e feliz síntese do deambular do homem. p. s. : António, com a sua dica, inseri "comments" nos meus blogs, não sei por que saiu em inglês, do mal o menos. Obrigado. fcr.