quarta-feira, março 02, 2005

Marte em Março

Março era, no calendário romano antes da reforma juliana, o primeiro mês do ano, dedicado ao deus Marte, e ocorria por ocasião do equinócio da Primavera.
Março é o mês de Marte, o planeta vermelho e hoje, terça-feira, para a Europa de língua latina (excepção feita para Portugal, que alguns explicam pelas feriae (feriados romanos na semana da Páscoa), outros por semelhança com os dias da semana em árabe), o dia da semana é dedicado a Marte (Martes, Mardi, ...).

Se, hoje em dia, Março já não representa o novo ano, ele é contudo portador de energias re(nov)áveis, com o aumento da exposição e da irradiação solar, pelo equinócio, que sempre ocorre neste mês de início da Primavera.

5 comentários:

francisco disse...

Em coisas da Antiguidade Classica, parafraseando Camões, por mais que se diga "mais há-de ficar inda por dizer".
E o que é que ficou por dizer, que um blogue não é um tratado?
1. que Marte era uma divindade itálica que presidia tanto aos trabalhos dos campos como aos da guerra. 2. se Marte não ficou nos dias da semana, como no Francês "mardi", ficou no nome do mês e também no nome de planeta:
"Aqui,só verdadeiros, gloriosos /
Divos estão, porque eu, Saturno e Jano / Júpiter, Juno, fomos fabulosos / Finfidos de mortal e cego engano / Só pera fazer versos deleitosos / Servimos; e se mais o trato humano / Nos pode dar, é só que o nome nosso /Nestas estrelas pôs o engenho vosso" ( "Os Lusíadas" ,X,82). fcr.

Afonso Henriques disse...

Sendo a primeira terça feira de Março, é marciana a dobrar.

francisco disse...

Volto ao "local do crime" para emendar Classica em Clássica. fcr

António Baeta disse...

O Francisco, mesmo quando não "criminoso", não é só bem-vindo, é aguardado com agrado.

HFR disse...

António: na minha última coluna, em «A Voz de Loulé» - também distribuida nos dois últimos posts do blogue -, acabei por fazer referência às árvores retiradas junto da muralha de Silves. Um abraço.