sexta-feira, março 18, 2005

Outro poeta de Faro

O título deste post remete para o mês de Fevereiro, altura em que publiquei um poema de origem luso-árabe de um outro poeta de Faro (cidade conhecida, ao tempo da civilização muçulmana, como Santa Maria - Shantamari).
Eram outros os tempos de pacífica convivência entre diferentes comunidades religiosas, apesar das "Cruzadas".

Em pleno século XII, Abu-l-Hasan ibn Sali ash-Shantamari (o farense), dizia:


  • na mais luminosa noite
    repouso ao corpo não dei
    e de meus olhos o sono
    nessa noite eu apartei:
    aos brincos dela as argolas
    dos tornozelos juntei.

Votos de um bom fim-de-semana!
O que aí vem, traz consigo a Primavera.

2 comentários:

Anónimo disse...

Andei a "navegar" e encontrei este rio, que faz parte das minhas memórias. Obrigada pela publicação da foto. Gosto muito de visitar o teu "canto", de saber notícias da tua (nossa) cidade. Um bejo di sodade, Isabel

Vieira Calado disse...

Não conhecia esse poeta.
Voltarei à página.

vieiracalado@gmail.com