segunda-feira, novembro 29, 2004

+ amigos

O Manuel foi o ano passado colocado numa escola em Silves. Conhecemo-nos e ganhámos uma amizade que se consolidou numa estadia em Marrocos, num curso de civilização árabe, no passado Verão. Um dia, ao almoço, numa mesa cheia de amigos em alegre convivência, ao mostrar-lhe algo que havia escrito a propósito das impressões daquela estadia, ele puxou do seu moleskine e revelou-me este poema, que escrevera havia algum tempo e que me surpreendeu, pois desconhecia a sua escrita poética.
Num destes últimos fins-de-semana, por email, surpreendeu-me de novo, ao oferecer-mo. Agora é meu. Posso partilhá-lo:

  • quando o dia terminar

    quando o dia terminar. quero
    que deixes a janela aberta
    ao riso das crianças. que
    teus passos continuem
    a iluminar cada canto da casa.
    quero de novo teu corpo
    junto ao meu. num repousar
    de sombras. num silêncio só nosso

    Manuel A. Domingos


Em Limites de Luz, pode apreciar poesia do Manuel.


2 comentários:

manuel a. domingos disse...

obrigado, amigo.

hfm disse...

Gosto da poesia do Manuel que sigo no seu blog.