segunda-feira, novembro 15, 2004

Terminou o Ramadão

© António Baeta Oliveira, Velhos conversando, Xauen

Regresso ao tema da civilização do Al-Ândalus no dia que se segue a uma das maiores festividades do mundo islâmico - عِيدُالفِطْرِ - 'Idu al-Fitr - o 1º dia do mês de Xawwal, o mês que sucede ao Ramadão. É um dia em que todos se saúdam uns aos outros. É um dia de alegria.

É também cheio de alegria e humor o poema de At-Tulaytuli, que deve ter nascido ou vivido parte significativa da sua vida em Lisboa (séc. XI), pois também é conhecido como lisboeta - Al-Uxbuni.

    • A Formiga

      amplo quadril, esbeltez miúda,
      eis um talhe claramente exagerado.
      levando as provisões parece uma viúva,
      alguém que, sobre pinças, ao peso vai dobrado.
      olhem-na detrás: tal qual fresco pez!
      ou, melhor, um espesso borrão
      que negra tinta de um escrivão
      ao cair da pena ali lhe fez.


Adalberto Alves
O meu coração é árabe
Assírio & Alvim, 1999


2 comentários:

francisco ricardo disse...

Em tempo do "politicamente correct" em que expor-se, infelizmente, é rotular-se, acho que o seu texto é corajoso. Adiro inteiramente à sua opinião. Só acrescentaria que me parece impossível a coexistência dos dois estado em que num, se nasce com uma pedra na mão, noutro, com um míssil no helicóptero. Cumprimentos. fcr.

Asulado disse...

Está tudo tido. E sou mais optimista que o franscisco ricardo.