terça-feira, novembro 30, 2004

Rua Bernardo Marques

Rua Bernardo Marques, © António Baeta Oliveira, Novembro 2004
Rua Bernardo Marques

FINALMENTE, a obra tem um ar terminado.

Digo finalmente reportando-me a um post onde comento o início desta obra, no dia 14 de Julho de 2003.


© www.carvoeiro.com   © Margarida Soares   © António Baeta Oliveira

Estas três fotos documentam os três diferentes aspectos que conheci desta rua: a primeira, antes de meados dos anos 70; a segunda, desde esse tempo até 14 de Julho de 2003; a terceira, actual, desde a semana passada.

Bem! Francamente, gosto.
Creio, no entanto, que são desnecessariamente elevadas as "floreiras" centrais. A propósito das árvores lá plantadas (não me refiro às outras plantas), ainda pequenas, não sei, mas receio que o seu porte possa vir a dificultar a visão do que mais gostava nesta rua, ao tempo da primeira das três fotografias: "o espaço, a amplidão do olhar, o simples pormenor de ver a rua toda, desanuviada...", e as duas torres albarrãs da antiga cerca da medina.

É uma opinião e o meu contributo de cidadão.

P.S.
Entretanto, já visitei o 7.º Itinerário de Arthur Rimbaud
.


2 comentários:

Jorge Freitas disse...

também me agrada! é um feixe de luz e vida que entra por estas ruas...sempre que passava por aquela rua sentia um incómodo... era um pequeno sufoco! quanto às "floreiras"...já vi soluções bem melhores.
um abraço

o net pulha disse...

Não gosto é daquele ar condicionado à vista...
Há soluções para camuflar aquilo!