segunda-feira, setembro 20, 2004

O apedeutismo e a inscícia

Há algum tempo atrás fui alertado por alguns amigos, via email e contacto pessoal, para a imagem e texto da página inicial do site da Câmara Municipal de Silves (www.cm-silves.pt), que abaixo reproduzo:



O alerta incidia sobre a palavra "Remodulação" (assinalada a vermelho pelo autor de um dos emails).
Respondi-lhes, dizendo que se pretendiam evidenciar um erro ortográfico estavam enganados, pois "remodulação" existe como sinónimo de "remodelação" (Veja-se, José Pedro Machado, Grande Dicionário da Língua Portuguesa, Sociedade de Língua Portuguesa, Lisboa 1981: Remodulação, s. f. O m. q. remodelação, transformação, restauração).

Na passada sexta-feira, por curiosidade, visitei o site da Câmara, para ver se já funcionava. Deparei-me com o seguinte: (A palavra "Remodelação" foi circundada por mim, a vermelho)



Ora! Agora é que a "coisa" se complicou!
Uma arreliante gralha ou um precipitado erro ortográfico sucede a todos - errar é próprio da condição humana - mas o apedeutismo(1) é um caso mais grave.

    Ao emendar o que não era um erro, porque erradamente supôs que era um erro, a Câmara* errou, revelando e relevando o seu erro.
    A inscícia(2), nos primeiros passos de um novo site, é já o trilhar de algum descrédito.


P.S.
Pode parecer que há por aqui algum "ressaibo", já que o autor deste blog foi o responsável pelo site da Câmara, há uns anos, mas quero esclarecer que não é de todo o caso, pois prescindi dessa função por iniciativa pessoal. Falo neste assunto simplesmente porque não quero que essa situação me iniba de comentar o que me apetece.

* Quando digo a Câmara, quero mesmo dizer a Câmara, ou mais exactamente a sua Presidente, pois, em última análise, é ela a responsável pelo que se escreve ou não escreve no site oficial da instituição que dirige.

(1) e (2) O uso destes dois termos - apedeutismo e inscícia - é maldade minha, para vos obrigar a ir ao dicionário, que é coisa que não faz mal a ninguém, antes pelo contrário. (rima e é verdade)


P.S.(2)
Embora sem ligação com o assunto acima, quero agradecer a recente, simpática e elogiosa referência a este blog, em Povo de Bahá. (Clique no nome sublinhado)



3 comentários:

Marco disse...

"apedeutismo" e "inscicia"... e eu a pensar que neste blog só ia ver ࠲asca com palavras árabes ou de origem árabe!
:-)

Luisa Anselmo disse...

No mistério da formação, da unificação dum povo é elemento essencial a linguagem comum, a sua expressão. Claro que se modicará com o passar dos tempos,sempre modificantes... Mas maltratá-la. inferiorizá-la, dar-lhe tratos de polé, é perder um pouco a sua alma, do nosso ser, da nossa identidade..
Continua

Luisa Anselmo disse...

Indiferente e despresadoramente usá-la é abandono cretino, ignorante, desclassificador do nosso desenvolvimento.
Dever nosso é protegê-la e fazê-la respeitar, e até admirar, pelo todo de que fazemos parte, a humanidade.
Quanto ao apedeutismo e inscícia...Livra!
Vou visitar gostosamente o nosso amigo dicionário. Obrigada!